EUA, relatou reação alérgica grave à vacina Pfizer

EUA, relatou reação alérgica grave à vacina Pfizer
(Tempo de leitura: 1 - 2 minutos)

Um trabalhador de saúde dos EUA que recebeu a vacina contra o coronavírus da Pfizer e Biontech desenvolveu uma reação alérgica grave, mas sua condição agora é estável. Isso foi relatado pelo "New York Times", que cita fontes de saúde do Barlett Regional Hospital em Juneau, Alasca, onde o profissional de saúde trabalha e onde recebeu a vacina.

O jornal notou que o sujeito não tinha histórico de alergia, mas desenvolveu uma reação alérgica severa 10 minutos após a administração do medicamento. A mulher recebeu a primeira dose da vacina da Pfizer e Biontech em frente às câmeras no dia 11 de dezembro, como parte da campanha do governo para promover a "confiança nas vacinas" entre os cidadãos americanos.

A mulher desenvolveu erupções cutâneas, taquicardia e crise respiratória, e recebeu epinefrina para aliviar os sintomas, mas eles voltaram e forçaram os médicos responsáveis ​​a também usar esteróides. Um outro agravante o forçou a ser internado em terapia intensiva.

Fontes médicas relatam que a mulher "se sente bem e está entusiasmada com a vacina". No entanto, o caso aumenta a preocupação com a intensidade das reações adversas à vacina, já que especialistas afirmam que a enfermeira corria o risco de perder a vida.


fonte: https://www.repubblica.it/esteri/2020/12/17/news/usa_segnalata_grave_reazione_allergica_al_vaccino_pfizer-278685469/