Análise vacinal: vamos fazer um balanço com o Corvelva

(Tempo de leitura: 1 - 2 minutos)

Metais pesados, polímeros insolúveis, substâncias notoriamente tóxicas, retrovírus, elementos genômicos atribuíveis a fetos humanos ... O que as vacinas contêm? Conversamos sobre isso com Nassim Langrudi, presidente da historiadora ASSOCIAÇÃO CORVELVA, há anos na vanguarda da defesa da liberdade de escolha ao nível da vacinação e da garantia da transparência num dos mais difíceis sectores comerciais.

Nassim, em conjunto com o ex-parlamentar Ivan Catalano, retoma os passos que nos últimos anos levaram à análise das principais vacinas do mercado e aos pedidos de esclarecimento aos órgãos de fiscalização competentes. Esclarecimentos que foram totalmente desconsiderados, apesar dos resultados perturbadores que emergiram das análises: metais pesados, polímeros insolúveis, substâncias notoriamente tóxicas, retrovírus, elementos genômicos atribuíveis a fetos humanos. Às vezes acontecia até que o ingrediente ativo subjacente à vacinação não era encontrado.

Esses estudos foram publicados em 2018 e 2019 e os presentes estão convidados a consultá-los. Consultar Vacinar PEG em vacinas Covid: o mesmo composto relatado por Corvelva em 2018 é indexado pela Science.

Nassim, a seguir, listou as ações que até hoje a Associação ainda tramita contra o Ministério Público que havia solicitado o arquivamento do processo de vacina.

Estamos orgulhosos e felizes em dar notícias explosivas: nossas análises, que haviam levado a uma denúncia ao Ministério Público de Roma, após um pedido de extinção feito pelo Ministério Público e com a nossa posterior oposição, foram hoje consideradas dignas de um estudo mais aprofundado e o juiz responsável EMITIU UMA ORDEM em que indica ao Ministério Público a necessidade de prosseguir com a investigação.

Aqui você pode ler a atualização sobre a análise da vacina exposta.

Abaixo está o vídeo do encontro.