Corvelva dá os números

Corvelva dá os números

Não há dúvida de que aqueles que acreditam firmemente na liberdade de escolha são uma minoria em comparação com todos os cidadãos de uma nação, mas também é verdade que a maioria das pessoas não tem sua própria idéia e a simplificação criada artisticamente pela mídia. , a dicotomia entre NoVax e ProVax, encontra seu lugar apenas nas mentes pagas de renomados jornais.

Se analisarmos os dados tomando como referência todos os canais de Corvelva, verificamos que a liberdade de escolha no campo terapêutico, apesar de ser um tópico de nicho, tem interesse na comunidade que não deve ser subestimada.

A seguir, listaremos alguns dados, lembrando que estamos falando de canais de comunicação de uma associação veneziana local, e não de todo o público de sites, blogs ou redes sociais dedicadas ao tema, mas já há uma reflexão a ser feita.


web site

De 25º de janeiro a 2019 de novembro de 3, nosso site teve mais de 300.000 milhões de visitantes, com uma média de quase 20 visitas por mês. O fato interessante é que nos últimos seis meses o aumento foi constante, atingindo progressivamente + 2020% ao mês. Até 500.000, teremos de nos posicionar permanentemente sobre XNUMX visitas mensais como meta mínima. Os dados certamente têm uma grande variedade em relação aos sistemas estatísticos usados ​​e o que relatamos é uma média entre os sistemas de análise interna e o Google Analytics.

Youtube

Se considerarmos o nosso principal canal de compartilhamento de vídeos, obtivemos mais de 33.841 horas de visualização no ano passado, com 400.000 usuários e 800.000 impressões. A isso, devem ser adicionados os números de nossos canais alternativos de compartilhamento de vídeo e os canais de nossos parceiros espalhados por todo o mundo que compensaram a censura branda aplicada pelo YouTube. As estimativas atingem mais de 3 milhões de pessoas atingidas nos últimos 11 meses. Deve-se dizer que não gastamos 1 centavo por promoção e não monetizamos, portanto são, por assim dizer, visualizações líquidas de qualquer influência comercial.

Redes de

A estimativa de redes sociais é complexa: se em 2018 uma de nossas campanhas sociais totalizou mais de 1 milhão de pessoas acessadas no Facebook, Mark atualmente decidiu nos limitar e, portanto, atingimos um total de pouco menos de 700.000 pessoas na página pública. Felizmente, o direito do mercado nos permitiu mover e multiplicar em dezenas de outros canais sociais, totalizando uma cobertura de visualizações que ultrapassa os 4 milhões de usuários nos últimos 11 meses.

Despesa total

Corvelva não vende nada e vive exclusivamente graças a doações sem monetizar postagens, vídeos ou qualquer outra coisa. As pessoas nos seguem ou não nos seguem exclusivamente em relação ao interesse no que escrevemos, dizemos e comunicamos, e não temos nenhum interesse se não falarmos sobre a liberdade de escolha e informarmos sobre os riscos da vacinação, compensando a negação sistemática dos danos causados ​​por vacina pela classe médica. Dito isso, se avaliarmos todos os números de Corvelva, podemos dizer que, durante 2019, gastamos a quantia louca de 100 euros, cerca de 60 euros para o servidor e 40 euros de promoções sociais ativadas, entre outras coisas, por engano no correio inteiramente marginal.

Repetimos: esses números são de uma pequena associação veneziana que não gasta 1 centavo para se promover, mas somente na Itália existem dezenas de associações e comitês, todos capazes de realizar a mesma tarefa: informar!

Quanto mais você censura a liberdade de escolha, mais as pessoas vão procurar por nós. Quanto mais você negar danos às vacinas, mais as pessoas se apegam a realidades como Corvelva!