Cartaz para a escola

Cartaz para a escola
Milhares de educadores, professores e cidadãos reunidos no movimento La Scuola Che Accoglie assinaram um manifesto para a escola, convidando grupos, associações e comitês a participar da iniciativa.
Cartaz para a escola
A escola é ... A vida, o nosso futuro, olhando nos olhos um do outro, respirando profundamente, fazendo as pazes de mãos dadas, o carinho carinhoso do professor, estando perto, trabalhando em grupo em um projeto comum, um mosaico de emoções palpáveis, acolhendo a todos, sonhar acordado, caligrafia, uma experiência real, construindo o futuro crescendo juntos.
Quem somos: cidadãos, pais, estudantes, alunos, crianças, pedagogos, psicólogos, educadores, professores, gerentes escolares, professores universitários.
Das cinzas do ensino de emergência, um novo ensino da vida e das relações humanas nascerá.
Temos o dever de reabrir as escolas o mais rápido possível e defendê-las corajosamente de distanciar crianças e jovens e do abuso de tecnologias em detrimento das relações humanas.
O ensino a distância, embora útil, não pode começar a se tornar estrutural, prevaricando o ensino presencial, o único que pode garantir as relações interpessoais necessárias ao crescimento humano e cognitivo dos alunos.
A digitalização de escolas com banda ultra larga não representa uma proposta de treinamento séria para o nosso país. São necessários investimentos extraordinários e corajosos para aumentar os espaços para a educação e o número de profissionais da educação em todo o país.
UNIDOS PARA A ESCOLA
Os promotores do Manifesto da Escola propõem que os cidadãos usem um moletom ou camiseta com o Manifesto até que as escolas reabram com o rosto descoberto e sem distanciamento.
Grupos, associações e comitês, se desejarem assinar o manifesto, poderão comunicar sua adesão ao endereço Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. anexando seu logotipo.