Vacinar no Parlamento

Vacinar no Parlamento

Comunicado de imprensa, 21 de janeiro de 2019

24 de janeiro de 2019, 13.00:XNUMX Conferência de imprensa na Câmara dos Deputados

convocado pela CORVELVA - Coordenação Regional do Veneto para a Liberdade de Vacinação

Para a apresentação de análises qualitativas e quantitativas sobre vacinas específicas utilizadas no território italiano e propostas pelo NHS, encomendadas pela associação a profissionais do setor para acompanhar as idéias solicitadas no relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito "Urânio empobrecido", a fim de “verificar a conformidade com a folha de dados técnicos, bem como a presença de componentes não dosados, que não foram contabilizados. Este objetivo, já estabelecido pela lei fundadora da Comissão, não foi implementado devido aos recursos econômicos limitados à disposição da Comissão ".

Os pais que, em virtude da extensão da obrigação de vacinação, viram-se obrigados a administrar numerosas doses dos referidos produtos farmacêuticos a seus filhos, impulsionados pelo princípio da precaução e no interesse exclusivo das crianças, queriam assumir os custos financeiros para a implementação da investigação sobre seu cumprimento, quando o Estado não pudesse providenciar imediatamente, se considerado necessário.

Em um clima caracterizado pela falta de diálogo entre instituições e cidadãos, demonstrado nos últimos dois anos pela questão crucial da liberdade de escolha no campo vacinal, com a redução do debate sobre direitos constitucionalmente garantidos, como a autodeterminação e a livre escolha no campo da saúde , para o conflito estéril entre facções fantasma provax-novax, os resultados das análises até agora foram quase sempre ignorados ou acusados ​​de serem "amadores", apesar dos repetidos pedidos de abertura de um confronto, também pelo Presidente da Ordem Nacional da Biólogos, Vincenzo D'Anna, às autoridades responsáveis ​​pelo controle de drogas e pela proteção da saúde pública.

Os objetivos, métodos e resultados das análises laboratoriais realizadas serão ilustrados pela Dra. Loretta Bolgan, que acompanhou cada fase do trabalho realizado; ela destacará as principais discrepâncias encontradas nos lotes analisados ​​e as questões em aberto que precisam de respostas urgentes das instituições.

A questão da vacinação obrigatória continua sendo um tópico atual e sentido para muitos cidadãos: a lei 119/2017, procurada pelo governo anterior, está em pleno andamento, enquanto o projeto de lei 12 está em discussão na 770ª Comissão do Senado, que prevê a chamada "obrigação flexível" e a proposta de Lei de Iniciativa Popular "Suspensão da obrigação de vacinação para a idade do desenvolvimento", que viu um Comitê de Promoção formado por cidadãos se tornar protagonista de uma coleção de assinaturas em todos os municípios, é ignorado A Itália e que, em apenas quatro semanas no auge do verão de 2018, coletou mais de 100.000 assinaturas, das quais 75.000 foram depositadas na Câmara dos Deputados em 20 de setembro do ano passado.

A Constituição italiana estabelece que a lei não pode, em caso algum, violar os limites impostos pelo respeito à pessoa humana; a política tem o dever de garantir que ninguém seja forçado a sofrer discriminação e que ninguém possa ter seu direito de exercer um pensamento crítico e liberdade de opinião.

Portanto, queremos convidar todos os nossos representantes eleitos, que terão que deliberar sobre o tema, a participar da apresentação dos resultados, esperando que esta seja uma oportunidade para abrir um diálogo direto entre o legislador e o cidadão que até agora falhou.

Entre os palestrantes estão:

  • Ivan Catalano - Vice-Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre Urânio Empobrecido (XVII Legislatura);
  • Loretta Bolgan - Química especializada em tecnologias farmacêuticas;
  • Andrea Rinaldelli, pai de Francesco, o falecido Alpino, que há anos acompanha cuidadosamente o trabalho das várias comissões, cuja história foi amplamente estudada no recente relatório, ainda procura respostas.
  • A conferência de imprensa será moderada por Nassim Langrudi, pessoa de contato da Associação Corvelva

Registre-se na conferência de imprensa enviando um email para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. por 10.00 em 23/01/2019.

Lembre-se que os homens devem usar uma jaqueta.


Download: CORVELVA-press-conferência-24gen2019-PRESS-STAMPA.pdf