Relatório sobre os resultados obtidos até o momento (março de 2019)

Relatório sobre os resultados obtidos até o momento (março de 2019)

Queremos fazer um balanço da situação junto com você. Oito meses se passaram desde julho de 2018 e, nesse período, alcançamos resultados extremamente satisfatórios. Apresentamos um programa de pesquisa e, em relação à análise de vacinas, podemos fazer um ponto de referência, com os objetivos alcançados, aqueles que estão sendo finalizados e os que estão sendo planejados apenas por enquanto.

Para começar, as análises de 2 compostos para cada vacina foram verificadas por meio de padrões, usando padrões de controle certificados com uma concentração na ordem de microgramas / mL. Os compostos que escolhemos estão entre os conhecidos por seu perfil de risco crítico. Estamos falando de uma quantidade cumulativa, uma quantidade total daqueles reconhecidos como identidades e aqueles a serem identificados, que podem ser estimados na ordem de 50 microgramas / mL, em contraste com as diretrizes da EMA / FDA.

Estes testes deram resultados positivos e, portanto, confirmam completamente o método de análise! As contaminações observadas provavelmente se devem a fenômenos e tópicos diferentes e variáveis ​​do processo de fabricação. O que foi observado no decorrer dos estudos é uma variação da composição entre lotes, o que nos leva a supor que existem algumas etapas ao longo de todo o processo de fabricação do produto que são difíceis de controlar.


Tais análises nos permitiram realizar as seguintes etapas:

  • Avaliação da conformidade da composição, conforme descrito na folha de dados da vacina
  • Rastreio de contaminações químicas e proteicas / peptídicas, bem como de produtos genéticos
  • Estudo confirmatório de compostos-alvo químicos e proteicos através de certificados de inspeção padrão

As seguintes vacinas foram submetidas a uma triagem inicial:

  • Infanrix Hexa - GlaxoSmithKline Biologicals em
  • Priorix Tetra - GlaxoSmithKline SpA
  • Hexyon - Sanofi Pasteur Europe
  • Gardasil 9 - Vacinas MSD

Essas outras vacinas foram analisadas como triagem inicial:

  • BP viva com vacina contra sarampo - Grupo Poonawalla (Profarma AG, Baar)
  • MMR vax Pro - Vacinas MSD, França
  • PolioInfanrix - GlaxoSmithKline, Bélgica
  • Fluad - Seqirus Srl, Siena
  • Vivotif - PaxVax, Reino Unido

Tecnologias Usadas

O estudo está estruturado em:

Análise de impurezas e contaminação química e proteica

  • O sistema de análise LC-SACI / ESI-MS associado à plataforma pioneira SANIST foi usado para realizar uma triagem de identificação inicial das vacinas de interesse, bem como para confirmar com os padrões de controle, com um nível mínimo entre os nanogramas e microgramas / dose
  • A tecnologia MALDI-TOF-MS tem sido utilizada para estudar as macromoléculas insolúveis encontradas nas vacinas

Análise de material genético

  • Teste da presença de ácidos nucléicos (DNA / RNA) de origem humana e animal e de microrganismos (vírus, bactérias) usando o método de sequenciamento de próxima geração, que possibilitou quantificar a sequência de material genético contido nas vacinas de maneira altamente específica e maneira precisa
  • Verificação da correspondência de bactérias e sequências genômicas vivas de vírus atenuados e inativados (presença de variantes genéticas)

Análise quantitativa de metais

  • A tecnologia ICP-MS possibilitou quantificar os metais presentes nas vacinas com um limite mínimo de 5ng / dose.

Análise de contaminação química e proteica

Após uma primeira triagem que identificou a presença de centenas de sinais químicos dentro das vacinas, os testes de confirmação foram realizados por meio de padrões de 2 compostos por vacina, usando padrões de controle certificados, escolhidos dentre aqueles conhecidos por seu perfil de risco crítico e pela quantidade não residual (como os componentes das vacinas, que devem ser incluídos na folha de dados técnicos e quantificados).

Esses testes deram resultados positivos e, portanto, confirmam totalmente o método de análise. Até o momento, apenas dois compostos foram testados apenas por razões econômicas; na verdade, este estudo não está completo, pois é limitado pelo custo considerável da pesquisa, mas optamos por identificar os padrões mais relevantes quanto às restrições regulatórias e considere-se que esse tipo de investigação aprofundada não deveria, afinal, depender de nós.

As contaminações observadas são provavelmente devidas a fenômenos e tópicos diferentes e variáveis ​​do processo de fabricação. O que observamos ao longo das etapas de pesquisa é uma variação entre lotes da composição, o que nos leva a supor que existem algumas etapas ao longo de todo o processo de fabricação do produto que são difíceis de controlar. Considerando os fatores analíticos usuais, pode-se supor que concentração é da ordem de microgramas / mL. Quanto à quantidade acumulada, é possível estimar, com base em uma avaliação semiquantitativa (já que a maioria dos compostos é desconhecida), que os contaminantes estão na ordem de 50μg / mL. Este é um dado importante porque as diretrizes da EMA / FDA são muito claras. As contaminações não devem estar presentes (abaixo do nível de detecção) ou, se houver, devem ser bem identificadas e deve-se comprovar a aplicação de métodos apropriados para reduzi-las. Nesse caso, os contaminantes não estão abaixo do nível de capacidade do dispositivo de detecção (ng / mL); portanto, acreditamos que o produtor não está aplicando nenhum método de purificação. Quanto à presença de vírus adventícios, o problema não existe, porque eles não devem estar presentes.

  • EM ANDAMENTO - As análises de confirmação interlaboratorial desses compostos estão em andamento.
    Os compostos identificados por padrão serão reconfirmados com a mesma tecnologia por diferentes laboratórios. Um dos nossos objetivos é coordenar esse projeto também com o apoio e a cooperação de associações internacionais.

  • EM ANDAMENTO - Estudo da cinética de precipitação de antígenos ligados ao alumínio.

Análise Metagenômica

  • EM ANDAMENTO - Análise com padrões adicionais de controle de DNA e RNA de outro lote de vacina.
    Desde o início deste projeto, ficou claro para nós que as análises, para atender aos requisitos necessários de replicabilidade e precisão de dados, tinham que ser realizadas com a instrumentação mais avançada e monitorando quaisquer diversidades dentro do mesmo lote e entre diferentes lotes. Enquanto prosseguimos com as investigações, outros lotes estão sendo analisados ​​continuamente, obviamente dentro do orçamento e da disponibilidade dos produtos.

  • EM ANDAMENTO - Análise sequencial do genoma do DNA fetal da linha celular MRC-5.
    Desde a primeira triagem, tivemos a oportunidade de verificar, por padrão, que as linhas diplóides utilizadas eram MRC-5, conforme indicado na folha de dados técnicos. Gostaríamos de aprofundar o estudo dessa linhagem celular também em virtude de sua presença ser notável em quantidade e dimensões.

  • EM ANDAMENTO - Estudo de pequenas variantes (quasispecies) dos vírus do sarampo, caxumba e rubéola.
    Em comparação com o primeiro relatório em julho de 2018 (https://bit.ly/2UCC2iS) encomendamos um estudo aprofundado das variantes secundárias, uma vez que as mutações nos vírus atenuados da vacina não foram as únicas encontradas. Essa questão também levanta grandes dúvidas sobre a eficácia e segurança da vacina. Esse resultado levará mais tempo que os outros relatórios, porque a verificação das sequências dos mutantes deve ser feita manualmente.

  • EM PROGRESSO - Análise de confirmação interlaboratorial
    Identificamos laboratórios estrangeiros e nacionais nos quais encomendamos a replicação da análise por padrão. Este resultado estará disponível em breve.

Projetos em avaliação

Estudo da potência dos antígenos da vacina: este estudo deve ser realizado em um centro credenciado pelas agências reguladoras para o estudo pré-clínico de vacinas. O objetivo é verificar se os antígenos da vacina são capazes de produzir ou se ligar a anticorpos específicos (é teoricamente assumido que esses anticorpos são protetores, mas essa análise não nos permite provar que a vacina é capaz de proteger contra a doença). O custo dessa etapa pode ser relevante; portanto, o projeto atualmente é apenas uma hipótese.


Download: CORVELVA-Report-on-the-resultados-obtained.pdf


Traduzido pela equipe do CLiVa - www.clivatoscana.com