Italian Italiano

Cotonetes grátis para dockers: a proposta que confirma o quanto podemos contar

Cotonetes grátis para dockers: a proposta que confirma o quanto podemos contar
(Tempo de leitura: 2 - 3 minutos)

Seguindo o Decreto Legislativo 139 - aquele que introduz os 9octies, ou seja, dá às empresas a oportunidade de verificar a tempo se os trabalhadores podem ficar sem Greenpass por necessidades organizacionais não especificadas - surge uma circular do Ministério do Interior.

O Ministério, vendo os estivadores em protesto, evidentemente pressentiu problemas no horizonte e claramente pensou em propor uma medida que é evidentemente, em sua opinião, "conciliatória": as empresas devem arcar com o custo dos tampões, para evitar ausências em setores estratégicos . Eles recomendam solicitar às empresas "que considerem a possibilidade de disponibilizar tampões gratuitamente" para os funcionários que, após a investigação inicial mencionada acima, não tenham certificação verde.

Bem, existem algumas considerações importantes para nós:

  1. esta medida nada pode resolver, pois certamente não é apenas o custo dos tampões que é o problema, mas sim as medidas liberticidas propostas (e em todo o caso o sistema de tampões está destinado a implodir a partir de sexta-feira, uma vez que não suporta os números reais) , mas demonstra uma grande preocupação;
  2. podemos ser um espinho no lado se percebermos isso, e começar a se tornar evidente para o sistema;
  3. eles estão testando todas as cartas antes de chegar à retirada dessa medida criminosa: cabe a nós aguentar até o fim!

Abstenção do trabalho, mas também das compras

Além de esperar que todos continuem a defender o ponto (lembrando que nem demissão nem qualquer tipo de sanção disciplinar é permitida para aqueles que faltam ao trabalho por falta do Passe Verde), também gostaríamos de sugerir outra ação conjunta, de protesto: abstenção de qualquer tipo de compra - seja de alimentos, gasolina, bares ou outros. Não porque isso resolverá tudo magicamente, mas é hora de continuar a perseverar na perspectiva de um protesto pacífico e civil.

Não só isso, quem pode e acredita que a sua ausência pode ser um incómodo, pode prová-lo ficando em casa.

Lembre-se: o que você ouve na TV é uma coisa, a realidade quase sempre é muito diferente. Quem quiser fingir que "vai dar tudo certo" logo terá que voltar atrás nas palavras: temos os números e a possibilidade, por lei, de demonstrar não só nas praças mas também e sobretudo com as ações concretas que fazemos decidir realizar diariamente. Cada um como pode, cada um com seus meios, não é necessário se tornarem heróis, apenas lembre-se de não serem servos.

Força e coragem, chegou a nossa hora!

Funcionários da Corvelva


circular de 11 de outubro de 2021 1

circular de 11 de outubro de 2021 1

Imagem

Newsletter

Lembre-se de confirmar sua inscrição com o link que você encontrará nos e-mails que lhe enviamos

0
ações

Estão interessados?

Siga-nos também nos nossos canais sociais ...

0
ações