Relatório viral de Quasispecies detectado em dois lotes Priorix Tetra

Relatório viral de Quasispecies detectado em dois lotes Priorix Tetra

Este relatório é muito técnico, especialmente para "profissionais", mas recomendamos a visualização de todo o documento, que você pode encontrar no link na parte inferior do artigo, onde tentamos explicar de uma maneira simples as razões pelas quais o estudo de quasispecies é necessário. de tão grande importância. Permite avaliar vários aspectos:

  • se os vírus contidos em uma vacina puderem mudar incontrolavelmente entre lotes,
  • se, como um todo, a população mutante puder conter vírus capazes de reverter e infectar os vacinados,
  • se essa população pode agir causando pressão seletiva no meio ambiente, causando inevitável resistência à vacina.

O que encontramos?

Os primeiros resultados da análise do genoma dos vírus vacinais contidos em dois lotes do Priorix Tetra confirmaram o seguinte:

  • Varíola (vírus de DNA), vírus da caxumba e sarampo podem ser sequenciados.
  • O vírus da rubéola não estava em quantidade suficiente para ser sequenciado.
  • Dos três vírus seqüenciados, o vírus do sarampo não estava em quantidade suficiente para estudar a presença de populações mutantes.

Daqui resulta que os vírus da varicela e caxumba foram estudados em profundidade. Os resultados confirmam os dados da literatura relatando a presença de quasispecies para ambos os vírus.

Foram identificadas 245 variantes no genoma da varicela da vacina em comparação com o genoma de referência usado para a análise (genoma selvagem da linhagem Dumas). Destas variantes, 154 são variantes 'principais' comparado ao vírus selvagem suportado por todas as seqüências que cobrem o sítio polimórfico, enquanto o restante 91 são pequenas variações (variantes minoritárias), ou seja, sites que mostram, em relação ao genoma de referência, uma mutação com uma frequência inferior a 100% (geralmente entre 1% e 80%).

Da comparação entre as variantes encontradas nos dois lotes, não há diferença, porque a varicela é um vírus de DNA com menor frequência de mutação.

Foram identificadas 40 variantes menores no genoma da vacina contra caxumba em comparação com o genoma de referência usado para a análise (Genoma da vacina Jeryl-Lynn), mais localizado no gene NP (proteína nucleocapsídeo) e com baixo impacto na proteína (variantes sinônimas, ou seja, que não levam a uma alteração de aminoácidos) ou moderado (variantes 'missense'), ou seja, que levam alteração de aminoácidos ou mutações não-sinônimas) na proteína codificada.


Download: CORVELVA-Report Quase Espécies-Priorix-Tetra.pdf