Vacinas e vacinações

Vacinação em massa

Vacinação em massa
  • editor: Salus Infirmorum
  • publicação: Setembro 2013
  • páginas: 416
  • ISBN / EAN: 9788866730156

Prevenção, diagnóstico e terapia de danos


Com a contribuição científica e profissional de: Moira Andreani, Federico Balzola, Massimo Borghese, Saverio Crea, Ferdinando Donolato, Nadia Gatti, Giampaolo Giacomini, Susanna Mazzucchelli, Dario Miedico, Gabriele Milani, Stefano Montanari, Fabrizio Niglio, Nadia Picariello, Maurizio Proieto, Eugenio Serravalle, Claudio Simravase , Roberto Vecchione, Luca Ventaloro, Franco Verzella, Giulio Viganò, Associação Vaccinare Informati, Coordenação do Movimento Italiano para a Liberdade de Vacinação (Comilva), Coordenação Regional do Veneto para a Liberdade de Vacinação (Corvelva), Coordenação Nacional Danificada por Vaccino (Condav)

Os pais que se perguntam se é realmente útil vacinar seus filhos têm dificuldade em encontrar informações exaustivas e objetivas, porque muitas vezes não consideram satisfatória a comunicação oferecida pelos Serviços de Vacinas da ASL.

Muitos pais e profissionais de saúde se perguntam se as patologias alérgicas, autoimunes, neurológicas e comportamentais, que nos últimos anos têm aumentado constantemente, têm um vínculo e uma relação causal com a prática de vacinação em massa.

Nos EUA, estima-se que 1 em cada 6 crianças tenha dificuldades de aprendizado, 1 em 9 asma brônquica, 1 em 10 TDAH (transtorno do déficit de atenção e hiperatividade), 1 em 88 comportamentos autistas, 1 em 450 diabetes mellitus dependente de insulina.

Na Itália, nem temos dados oficiais: os danos causados ​​pelas vacinas são subestimados e até negados, enquanto as queixas dos pais que atribuem as patologias invalidantes de seus filhos às vacinas realizadas nos primeiros dois anos de vida estão crescendo.

Ao contrário dos regulamentos europeus, a obrigação de vacinação permanece em nosso país e a oferta de novas vacinas está aumentando constantemente, apesar da total ausência de estudos científicos de longo prazo, independentes da indústria farmacêutica, que demonstram tanto a utilidade quanto a inofensividade dessas vacinas em países industrializados.

O objetivo do livro é fornecer uma reflexão científica crítica sobre a prática de vacinação em massa e disseminar informações atualizadas e independentes sobre a relação risco-benefício de vacinas pediátricas, investigações diagnósticas, algumas técnicas terapêuticas de danos à vacina e a possibilidade de intervenção médica. -legale.

Uma dúzia de comoventes testemunhos de pais que foram prejudicados pelas vacinas em seus filhos fecha o livro.

Corvela

Publique o módulo Menu na posição "offcanvas". Aqui você pode publicar outros módulos também.
Saber mais.